Carne mordida


Escultura vienense de bronze – autoria desconhecida

 

por Monica Marques

Saliva quente
sobre carne mordida
Vento mexendo as folhas
dentro do sonho
dentro de você

O amor não é domesticado
É carnívoro e
indomável,
corre loucamente
dentro do olhar dilatado

Está prenhe do universo

Em segredo
você já não existe
pois está dentro
fora de si
dissolvido