A representatividade na fotografia de “Pretxs”

O Projeto PRETXS nasceu da necessidade de reflexão por meio da fotografia digital. A Ativista do Movimento Negro Jana de Liz, juntamente com o estudante de jornalismo Diony Sousa, resolveram por meio da fotografia incluir a diversidade cultural, diversidade de gênero, personalidades, corpos, histórias e experiências. Tudo isso, somado a um olhar sensível e crítico.

O objetivo principal do projeto é romper com os padrões artísticos preestabelecidos culturalmente.  Os idealizadores acreditam na arte e no respeito à diversidade como ferramenta de transformação social.

“Pensando em quem somos e no espaço social que ocupamos, optamos por um projeto inclusivo e acessível, direcionado a pessoas que assim como nós não se identificam com padrões estéticos culturalmente impostos, considerando a inserção das particularidades de cada indivíduo”, explica Jana.

Para Diony, a fotografia digital nos dias atuais alcançou um novo sentido, que há pouco não existia. “Hoje, temos a oportunidade de usar a fotografia como uma ferramenta de inclusão e principalmente de expressão. Quanto fotografamos pessoas – de todos os tipos- damos a elas visibilidade”, comenta Diony.

Conheça mais sobre o Projeto PRETXS aqui.